sexta-feira, 31 de maio de 2013

HIPNOSE, VOCÊ SABE O QUE É?



Cercada de mistérios, a hipnose ainda é vista com olhos tortos por muitas pessoas. Talvez por seu passado, ligado ao curandeirismo e a rituais mágicos tão antigos quanto a humanidade. Poucos sabem, no entanto, que se trata de uma prática reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina como ferramenta de apoio ao diagnóstico e tratamento médico desde o fim da década de 90. E, como tal, de mística ela não tem nada.

Pela Wikipédia: Hipnose é um estado mental (teorias de estado) ou um tipo de comportamento (teorias de não-estado) usualmente induzidos por um procedimento conhecido como indução hipnótica, o qual é geralmente composto de uma série de instruções preliminares e sugestões. O uso da hipnose com propósitos terapêuticos é conhecido como "hipnoterapia".

A hipnose é um estado alterado de consciência natural ou induzido com um objetivo específico. 

A hipnose é muito utilizada hoje para combater ansiedade, medos, fobias, depressão, síndrome do pânico, problemas de amnésia, correção de vícios, preparação mental para os vestibulandos, tratamento de obesidade, antitabagismo,  práticas esportivas, procedimentos cirúrgicos, insônia, envolvimentos pessoais e várias outras utilizações.

A hipnose nada mais é do que um mecanismo mental, totalmente explicável pela ciência. O estado hipnótico é algo fisiológico, natural do organismo, que experimentamos várias vezes ao dia. Entramos e saímos toda hora de estados de hipnose, pois não conseguimos ficar focados em algo o tempo todo. 

Benefícios da técnica
A nova abordagem da hipnose promove um alinhamento, um equilíbrio entre o consciente e o inconsciente, ou seja, aquilo que pensamos (e sabemos que pensamos) e o que acontece quando estamos "no automático". 
 A técnica ajuda a lidar melhor com algumas situações. Emoções, como raiva, medo e tristeza, estão tão condicionadas em nosso comportamento, que, quando percebemos, já estamos imersos nelas: tomamos uma atitude sem pensar se ela é a mais adequada à ocasião. A hipnose também é utilizada para se fazer a regressão de memória e identificar a causa de um problema facilitando assim a compreensão pelo consciente e libertando a pessoa de problemas que as impedem de evoluir.
Com a hipnose é possível atingir o equilíbrio emocional tomando consciência dessas emoções para, assim, ter controle sobre elas e escolher usá-las quando for realmente necessário.
A técnica também colabora para cortar doses de remédios
A  hipnose pode ser um método eficiente no tratamento da dor  e, em alguns casos, na redução das doses de medicamentos. Além de curar e amenizar dores, outra aplicação do tratamento é para eliminar a memória da dor, pois quando existe uma lesão que já foi curada, mas a dor permanece em razão da repetição dela durante dias, provocando uma rede neural gerada por esse estímulo.

A única contra-indicação para a hipnose é tratar a dor sem saber a sua causa real. Pois a dor é a indicação de que algo no nosso organismo não vai bem e pode ser o sintoma de uma doença que não foi descoberta, e não senti-la, pode camuflá-la.
Leis mais no link abaixo  que tem uma ótima abordagem a respeito:

Se você tem algum problema a nível psicológico não tenha medo de procurar um profissional que utiliza a hipnose. Tire suas dúvidas entenda como funciona o processo. O máximo que pode acontecer é não fazer efeito nenhum...

Mais informações pode entrar em contato com: contato@reprogramesuamente.com.br


Até a próxima!!!

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir